ÒGÚN

ÒGÚN

ÒGÚN 720 960 Renata Barcelos - Yemojagbemi Omitanmole Arike

Hoje: Aquela que faz um Post e sai correndo!

Mas vou contar como foi lá.

Bom então eu já tinha ido em muitos templos de Orisa, e já tinha visto vários Ojubo de Ogun em vários lugares, mas eu não tinha ido propriamente dentro de uma família que cultuava Ogun e pedido para Ogun ser consultado ali.. no Orisa Ogun da família.. eu estava evitando eu preciso confessar, e vou dizer algo em meias palavras para não expor o culto a Orisa, eu não tenho problema com quase nada nessa vida, mas eu odeio azeitonas, mostarda e não posso ver”aja” morrer, outros não tenho problema, mas”aja” tenho.

Entendo a cultura, entendo os motivos as razões as circunstancias entendo mas, não sou obrigada a fingir que tudo é fácil para mim, ou sempre estar com cara de nossa que normalidade e ainda dar um like. Eu não sou obrigada a amar, embora respeite. então meu problema era esse. Por Yemoja e se Ogun me pedisse um -aja?.

Aquela altura eu estava andando de carro do norte ao sul da Nigéria área Yoruba, e tudo que me passava na cabeça era: quão corajosa eu tinha sido de esperar tanto para ir na família de Ogun… quase por ultimo.. Pois com coração na mão, e com medo no estomago.. já falei só entro lá com obi na mão e gim. Vamos mostrar a Ogun que o amo!

Chegamos! e”Oxi”! ainda posso falar isso? claro que sim.. Oxiiiiiii já quase cai de costas, la me vem o sacerdote de Ogun vestido com aquele azulão que me era bem familiar.. eu pensei na mesma hora ta bacana agora to me sentindo em casa uma coincidência sem fim.. Ok entendi o recado! vamos dar uma”brisada”… aquele Ogun que eu conhecia, que me era bem familiar esta ali me apresentando aquele novo/ digo novo aquele que estava aprendendo como Yoruba cultuam.. (por conta da imaginação fértil) porque já me dito antes o azulão não é uma cor usada para Ogun (vou dizer assim: dos lugares que soube em terra yoruba)

Bom então sem enrolar muito o sacerdote invocou Ogun na frente do Ojubo, jogou ali dendê, sal, e consultou Obi, deu gim e escuta só: Ogun estava feliz e contente não queria nada. Ufaaaa valeW! e seun ogun. Passei! aja eu não vi para Ogun. Desculpem por isso.. ta ai mais uma vez pq me dedico a Yemoja e pq cada qual se dedica ai para seu Orisa. Oxi outra vez. #respeitoaopovodeogun

Então o sacerdote sentou tive uma longa conversa com ele para entender a relação com alguns Orisa, e depois ainda nos levou em um outro ojubo de outra casa, até bem diferente deste na qual estávamos, ali foi onde me revelou algumas outras coisas,e também me mostrou o ileke de Ogun, um fio de contas totalmente preto, (também me lembro de ter visto na asa) mas é sempre bacana ouvir da boca do sacerdote e pegar e ver ao vivo. Ileke preto para Ogun em Oyo.. ah bacana!

Perguntei tantas coisas mas as vezes não damos conta de algo basicão passou.. só tive coragem de falar isso nesse post porque a Asa Orisa Alaafin Oyo acabou de publicar mas preciso dizer para que ninguém fique abalado, eu estive lá dentro do culto e só descobri isso quando voltei para o Brasil kkkkkkkkkkkkkkkkk (alguém ri de mim por favor) lembrando que minha busca foi Yemoja.. ainda bem!

Antes disso preciso dizer que achei que eu tivesse”Arrasado”! No Brasil então eu havia aprendido que se falava Ogun ye para Ogun, e também havia aprendido que entre os Yoruba se falava Ogun ye! Mo ye! Em OYO..vou escrever novamente EM OYO a saudação mais comum para ÒGÚN É: O SOGUN! E RESPOSTA: IKU ERAN (valeu! irmão OgunRogba iniciado em Ogun na tradição da cidade de Oyo) então foi isso que descobri quando voltei..a viagem pois bem esta dando mais respostas também depois da volta.

Sem criar fantasias: quando você vai para Nigéria visitar, ou quando é iniciado não colocam um Drive extra na cabeça com todo conhecimento de culto de todos os Orisa e também não vem com dicionário Yoruba português embutido, culto de Orisa requer anos de estudo e pratica.. tal como é qualquer outro culto de Orisa no Brasil e precisa estar mesmo disposto a decidir embarcar em uma jornada para aprender continuamente, dedicar-se a manter contato com seus iniciadores e sua família, e com a comunidade e ter suporte para tudo que precise lá e evidente essa ponte não é fácil estão do outro lado do oceano. Então é mesmo preciso pensar muito bem..por isso recomendo que todos estudem muito e tomem uma decisão consciente como tomei e topei, quis e repetiria 100 mil vezes.

E ai também aprendi essa lá.. o pior sacerdote/sacerdotisa que tem é o que acha que aprendeu tudo e que acha que pode fazer tudo sozinho, o caminho é continuo o aprendizado eterno e assim a humildade e cabeça ficam no lugar certo, e ninguém se acha um Orisa encarnado na terra.

O Sogun!

Iku Eran!

Dra Paula Gomes colheu as seguintes informações:O nome da Pedra usada no ojubo de Ogun é Ako Okuta O nome da Arvore é Eegun.

Ojubo de Ogun, na Pedra

Conteúdo protegido