Um visão de Justiça Yorùbá

Um visão de Justiça Yorùbá

Um visão de Justiça Yorùbá 2048 2048 Renata Barcelos - Yemojagbemi Omitanmole Arike

A manutenção da Ordem social pacífica é considerada uma responsabilidade dos mais velhos dominantes que visam manter o cordão que une a comunidade.

Agba kii wa l’ oja kori omo Titun wo – Os mais velhos do mercado não permitirão que a cabeça do recém nascido se desvie.

Otun we osi – A mão direita lava a esquerda
Osi we otun – A mão esquerda lava a direita
Ohun ni owo mejeeji fiimo. – Ambas as mãos estão limpas

Quando o provérbio é aplicado na disputa de um caso:
Reforça a ideia que em todas as disputas, duas partes tem que ser ouvidas e os dois lados tem que estar limpos para um poder querer acusar o outro.

Se há um mais velho envolvido
Vão se perguntar :Por que o mais velho não exibiu maior sabedoria?

O principal objetivo da lei “ yoruba” na resolução de qualquer controvérsia não é simplesmente a punição .. mas a solução : um ancião sábio está de olho na futura relação entre as partes, que é vital para a vida da própria comunidade.

O direito na sociedade Yoruba tradicional faz parte de uma totalidade social complexa a premissa da lei é que os indivíduos devem ser vistos à luz do todo, e os “ julgadores” sempre devem ser conscientes dos indivíduos em cada caso.

A lei depende fortemente da solidariedade moral da comunidade. Constata o autor o flagrante : muitos provérbios podem ser considerados máximas legais, uma vez que são utilizados com freqüência na resolução de disputas e na determinação de casos criminais.

Renata Barcelos – Yemojagbemi Arike

Fonte:
Law in Traditional Yoruba Philosophy: A Critical Appraisal – January 2013 - Adeyemi J Ademowo

Conteúdo protegido